Redes Sociais

Mundo

Fumaça branca sai da Europa: acordo sobre o Brexit entre Boris Johnson e Jean-Claude Juncker

Thaís Garcia

Publicado

em

Fumaça branca sai da Europa: acordo sobre o Brexit entre Boris Johnson e Jean-Claude Juncker 19
Imagem: Colagem

Foi alcançado um acordo sobre o Brexit. É o que dizem o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

O acordo já recebeu o sinal verde da Comissão Europeia. Juncker escreveu em uma carta ao presidente europeu, Donald Tusk, que recomenda que Tusk busque a aprovação dos Estados membros europeus na cúpula europeia, que começa hoje (17), às 15h (horário local) em Bruxelas.

“Onde há vontade, há acordo – nós temos um! É um acordo justo e equilibrado para a UE e o Reino Unido e é uma prova do nosso compromisso em encontrar soluções. Eu recomendo que a Comissão Europeia endosse este acordo”, publicou Jean-Claude Juncker no Twitter.

Negociações finais
Na noite de quarta-feira (16), as negociações sobre a divisão de propriedades pareciam levar a um acordo, após chegarem a um outro acordo, sobre as regras alfandegárias que se aplicariam à Irlanda do Norte, após o Brexit. Devido a divergências sobre, entre outras coisas, o regime do imposto que seria aplicado aos fluxos comerciais na ilha irlandesa, havia dúvidas se finalmente seria visto uma fumaça branca saindo da Europa nesta semana. Felizmente, um acordo foi fechado nesta manhã de quinta-feira (17).

Próximos passos
Isso significa que o Brexit ainda não é definitivo: não apenas os líderes estaduais europeus terão que aprovar em Bruxelas, mas o parlamento britânico também precisará ratificar o acordo. E, como provou Theresa May, a antecessora de Johnson, ainda há um caminho a percorrer. May também tinha um acordo com a UE, mas foi rejeitado três vezes na Câmara dos Comuns do Reino Unido.

Como Johnson tem uma maioria ainda instável no parlamento, a aprovação do voto – atualmente marcada para sábado (19) – não é uma formalidade. Em particular, os 10 deputados do DUP – partido nacionalista da Irlanda do Norte – retiraram todo o seu apoio ao acordo nesta quinta-feira de manhã (17), e parece que um novo obstáculo surgiu para Johnson.

Johnson está otimista.

“Vamos deixar a União Aduaneira da UE como um Reino Unido e capaz de fazer acordos comerciais em todo o mundo”, publicou nesta manhã no Twitter.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites