Redes Sociais

Europa

“É proibido dizer isso na Europa, mas a imigração é uma invasão organizada”, diz Viktor Orbán. Trump elogia política húngara

Thaís Garcia

Publicado

em

"É proibido dizer isso na Europa, mas a imigração é uma invasão organizada", diz Viktor Orbán. Trump elogia política húngara 16
Imagem: Bloomberg/Getty

Nesta quinta-feira (20), o primeiro-ministro húngaro Viktor Orbán falou durante seu discurso anual sobre o Estado da Nação  sobre a crescente pressão imigratória na fronteira sul da Hungria.

Após uma inspeção de rotina da cerca da fronteira da Hungria com seu colega eslovaco, Peter Pellegrini, Orbán disse que as autoridades húngaras começaram a se preparar para um aumento esperado no número de caravanas organizadas de imigrantes que tentam entrar no país ilegalmente à medida que o tempo melhora, informou o Remix News.

Durante uma conferência de imprensa improvisada, o primeiro-ministro húngaro aproveitou a oportunidade para expressar sua gratidão pelo apoio da Eslováquia.

“Este é um trabalho árduo que seria difícil fazer sem ajuda e nossos aliados”, disse Orbán.

Imprensa mentirosa

Viktor Orbán também aproveitou a oportunidade para criticar a imprensa internacional mentirosa por transmitir uma imagem distorcida da crise imigratória que simplesmente não corresponde à realidade objetiva, argumentando que 95% dos migrantes recém-chegados são homens de idade militar.

“É proibido dizer isso na Europa, mas é uma invasão organizada”, disse Orbán.

Até o momento, mais de 5.000 migrantes tentaram entrar ilegalmente na Hungria, com muitos deles aparecendo em grandes caravanas organizadas.

Organizações de tráfico humano

O primeiro-ministro húngaro argumentou que os migrantes estão sendo apoiados por organizações que afirmam ser ONGs ‘humanitárias’, mas que operam como pessoas que contrabandeiam grupos.

“Essas organizações têm recursos financeiros substanciais e notáveis ​​capacidades logísticas”, disse Orbán.

Orbán também mencionou que o serviço secreto húngaro estava monitorando de perto a situação e, pelas informações que adquiriram, fica claro que a migração ilegal está sendo assistida por “organizações de tráfico de seres humanos que se autodenominam ONGs”.

No final de janeiro, a polícia de fronteira húngara conseguiu impedir um grupo de 71 invasores imigrantes que invadiram uma seção vulnerável de cercas na fronteira húngara-sérvia.

Abaixo o vídeo da violenta invasão de imigrantes ilegais na fronteira húngara.

Na semana passada, a polícia sérvia transportou de 500 a 700 imigrantes ilegais da África e do Oriente Médio de volta aos centros de asilo na Sérvia, depois de terem se reunido na fronteira húngara.

Elogio de Trump

O presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou o espírito do povo húngaro no início desta semana durante uma ligação telefônica com o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán.

De acordo com o secretário de imprensa de Orbán, Bertalan Havasi, o primeiro-ministro húngaro fez uma ligação diplomática com o presidente dos EUA, Donald Trump, na tarde de segunda-feira (17), informou o Remix News.

O secretário de imprensa Havasi disse que, durante o telefonema, os dois chefes de Estado discutiram uma variedade de tópicos que incluíam questões de política externa, a situação atual no Oriente Médio e imigração ilegal.

Havasi e o porta-voz do governo húngaro, Zoltán Kovács, mencionaram que o presidente dos EUA pediu especificamente ao primeiro-ministro Orbán que transmitisse o respeito e a admiração que ele tem em seu coração pelo povo húngaro.

“O presidente pediu ao primeiro-ministro que transmitisse uma mensagem de sua ‘admiração pelo bem-sucedido e grande povo húngaro'”, escreveu Kovács no Twitter.

“Em uma ligação telefônica com Donald Trump, o PM Orbán discutiu política externa, migração ilegal, Oriente Médio. O Presidente pediu ao Primeiro Ministro que transmitisse uma mensagem de sua “admiração pelo grande e bem sucedido povo húngaro”, escreveu Zoltan Kovacs no Twitter.

No início deste mês, Kovács fez uma viagem aos Estados Unidos, onde visitou o muro da fronteira que está atualmente em construção ao longo da fronteira EUA-México.

Durante sua visita, Kovács tuitou um vídeo do muro da fronteira EUA-México.

“Quando alguém leva a sério”, escreveu Zoltan Kovacs  no Twitter, publicando o vídeo do muro fronteiriço.

Em maio do ano passado, Trump e Orbán tiveram uma reunião que ocorreu na Casa Branca, na qual Trump elogiou os esforços de Orban para preservar a segurança da Hungria.

“Você fez um bom trabalho e manteve seu país seguro. Eu sei que é um homem duro, mas é um homem respeitado e fez a coisa certa sobre a imigração”, disse Trump ao primeiro-ministro húngaro.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

alan correa criação de sites