Redes Sociais

Europa

Alfândega da Bélgica tem ano recorde de apreensões de drogas em 2019. Maior parte vem do Brasil, Equador e Colômbia

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Joris Herregods

Na quarta-feira (8), o Ministério das Finanças da Bélgica anunciou que 2019 foi um ano recorde para apreensões de drogas na Bélgica.

No porto de Antuérpia, foram interceptadas 119 cargas, com um total de 61,8 toneladas de cocaína. Isso representa um aumento de quase um ¼ em comparação a 2018 e 660% em cinco anos.

A cocaína veio principalmente do Brasil, Equador e Colômbia.

Antuérpia
Segundo o relatório anual do Centro Europeu de Controle e Toxicodependência (OEDT), quase metade de toda a cocaína na Europa entra através do porto de Antuérpia.

A Bélgica “retirou a Espanha do trono” como o principal país importador de cocaína, graças ao porto de Antuérpia.

Última apreensão de 2019
A última apreensão do ano de 2019 ocorreu em 18 de novembro. A alfândega belga encontrou uma carga de mais de 1,4 toneladas de cocaína em um contêiner no porto de Antuérpia, segundo o Ministério Público da Bélgica.

Os 1.468 quilos de cocaína foram distribuídos em 1.321 maços e estavam escondidos entre uma carga de ‘yuccas’ (plantas), em um contêiner de um navio da Colômbia.

Na semana passada, o Ministério Público belga anunciou que iniciou uma investigação junto à polícia judiciária federal sobre a origem e o destino das drogas.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Parceiros

alan correa criação de sites