Redes Sociais

Estados Unidos

Trump suspende emissão de green cards por 60 dias nos EUA

Guilherme L. Campos

Publicado

em

Reprodução

O presidente Donald Trump anunciou nesta terça-feira (21) que o governo americano proibirá temporariamente a emissão de documentos de residência permanente, popularmente conhecidos como “green cards”, para quem estiver planejando se mudar pra o país nos próximos 60 dias.

A medida deve afetar sobretudo familiares de cidadãos americanos e trabalhadores estrangeiros que desejam se mudar para os EUA nos próximos 60 dias. A proibição será imposta por meio de uma  nova ordem executiva que pode ser assinada pelo presidente amanhã.

A suspensão imigratória foi anunciada pela primeira vez por Trump em um tuíte em seu perfil pessoal na segunda-feira à noite no qual ele disse que a medida é projetada para conter o fluxo de imigração em um momento em que dezenas de milhões de americanos perderam o emprego como resultado da pandemia de coronavírus.

O pedido não impedirá que estrangeiros venham para os EUA com vistos temporários para trabalho ou viagem. Essa categoria inclui os vistos H-1B, que hoje permitem que mais de 85.000 estrangeiros altamente qualificados venham para os EUA por pelo menos três anos para trabalhar. A ordem deve isentar imigrantes sazonais que vêm aos EUA anualmente para trabalhar em fazendas.

A ordem é menos restritiva do que muitos inicialmente esperavam, como um bloqueio total na emissão de qualquer visto imigratório.

O Escritório de Assessoria Jurídica do Departamento de Justiça recebeu um rascunho da ordem executiva e está analisando sua forma e legalidade, normalmente uma etapa final antes da adoção da política.

O presidente disse que novas ordens executivas sobre o tema podem ser assinadas no futuro, assim como a atual ordem poderá ser estendida se for necessário.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'Direto da América'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

alan correa criação de sites