Redes Sociais

Estados Unidos

O impeachment de Donald Trump no Senado americano

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

O Senado americano deve iniciar o julgamento do processo de impeachment contra o presidente Donald Trump já na semana que vem, dias depois da Câmara acusar o republicano de incitar a insurreição no Capitólio dos Estados Unidos.

O líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, R-Ky., disse na quarta-feira (13) que a Câmara poderia abordar a questão em sua “primeira reunião regular após o recebimento do artigo da Câmara”. Apesar disso, frisou que um julgamento não pode ser realizado antes que o mandato de Trump expire ao meio-dia de 20 de janeiro. O Senado se reúne na próxima terça-feira (19).

“Mesmo se o processo do Senado começasse esta semana e se movesse prontamente, nenhum veredicto final seria alcançado até que o presidente Trump deixasse o cargo”, disse McConnell.

Os senadores devem primeiro receber o artigo de impeachment que os legisladores da Câmara aprovaram nesta quarta (13).

É possível que o julgamento ocorra durante os primeiros dias da presidência de Joe Biden, que inicia após a cerimônia de posse.

A estratégia dos democratas, segundo interlocutores ouvidos pelo Conexão Política, é realizar um julgamento após Trump deixar o cargo para impedi-lo de um futuro mandato, caso ele venha a ser condenado. Senadores democratas estão usando todas as articulações possíveis para conseguir a quantidade mínima de votos e prosseguir com a pauta.

Contudo, a condenação requer dois terços do parlamento — ou 67 votos — o que é improvável, mas não impossível.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.