Redes Sociais

Estados Unidos

Joe Biden ameaça impor sanções ao Brasil por queimadas na Amazônia

Marcos Rocha

Publicado

em

Ruth Fremson/The New York Times

Durante o primeiro debate entre Donald Trump e Joe Biden, na noite desta terça-feira (29), o representante do Partido Democrata citou o Brasil durante o tópico sobre as mudanças climáticas.

Biden afirmou que, caso eleito, fará uma coalizão internacional para transferir US$ 20 bilhões ao governo Bolsonaro.

A quantia, segundo o candidato, deverá ser destinada à preservação do bioma.

“A floresta tropical do Brasil está sendo derrubada, arrancada. Aquela floresta absorve mais carbono do que todo o carbono emitido pelos Estados Unidos. Eu reuniria vários países, levantaria 20 bilhões de dólares, e diria: ‘Aqui estão 20 bilhões de dólares, parem de desmatar a floresta'”, disse.

O que parecia promessa de solidariedade, contudo, se transformou em ameaça: “E, se não pararem [com as queimadas], terão consequências econômicas significativas [sanções]”, completou.

VEJA

Após a declaração de Biden, que repercutiu entre os brasileiros nas redes sociais, o assessor especial do presidente Jair Bolsonaro para Assuntos Internacionais realizou uma publicação no Twitter.

“Nenhum dinheiro do mundo pode comprar nossa liberdade e nossa soberania. Boa noite a todos!”, escreveu Filipe Martins.

ASSISTA COM TRADUÇÃO

 

ASSISTA SEM TRADUÇÃO

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites