Redes Sociais

Estados Unidos

Homem que morreu durante voo tem suspeita de Covid; companhia aérea rastreia passageiros

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Izzaidi Kosno | EyeEm

A terceira maior companhia aérea dos Estados Unidos, United Airlines, anunciou que está trabalhando em parceria com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do país para entrar em contato com todas as pessoas que estiveram no voo de Orlando para Los Angeles após a morte de um passageiro a bordo.

O passageiro em questão morreu de parada cardíaca, mas agora há a suspeita de que ele poderia estar infectado com a Covid-19.

Na última segunda-feira, 14, ele estava a bordo do voo 591, quando começou a apresentar problemas de saúde e foi socorrido por uma equipe médica.

Quando houve a intervenção e desvio de rota, os funcionários da companhia aérea receberam a informação de que o homem tinha sido vítima de uma parada cardíaca, conforme o relato de uma porta-voz da empresa.

Ele chegou a ser encaminhado para uma rede hospitalar, onde foi constatado o falecimento.

O que diz a esposa da vítima 

Em depoimento, a esposa do passageiro relatou que ele apresentou sintomas relacionados ao novo coronavírus, incluindo perda de paladar e olfato.

Apesar disso, a Covid-19 nunca foi confirmada pelos profissionais médicos da época.

Quando fez o check-in, ele disse à lista de verificação da companhia aérea que não tinha testado positivo para o vírus chinês, assim como também não possuía sintomas relacionados à doença.

Ainda de acordo com a família, o homem sofria de doenças pré-existentes, incluindo hipertensão e problemas respiratórios, e estava se sentindo mal antes do dia da viagem.

A United Airlines informou que segue apurando todas as informações solicitadas com o CDC “para que possam trabalhar com as autoridades locais de saúde para fazer contato com qualquer cliente” que possa estar em risco de possível exposição ou infecção.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites