Redes Sociais

Estados Unidos

EUA confirmam morte de policial ferido durante tentativa de acesso ao Capitólio

Com isso, sobe para 5 o número total de óbitos nos protestos

Marcos Rocha

Publicado

em

Tasos Katopodis | Getty Images

O Conexão Política tem feito a cobertura completa das eleições americanas, desde as suas fases primárias, ainda entre os partidos, até a certificação do resultado no Congresso do país.

Nesta sexta-feira (8), mais uma informação foi divulgada acerca da tentativa de acesso ao prédio do Capitólio na última quarta-feira (6).

Um oficial da polícia parlamentar, Brian Sicknick, morreu em decorrência dos ferimentos sofridos durante o tumulto. Com isso, sobe para cinco o número total de mortos nos protestos.

A invasão ao edifício ocorreu enquanto parlamentares estavam no local para certificar o resultado das eleições de novembro.

“O oficial Sicknick estava respondendo aos distúrbios e foi ferido ao se envolver fisicamente com os manifestantes”, disse a polícia em um comunicado.

Ele morreu depois de ser levado ao hospital quando desmaiou ao retornar à sua divisão, segundo a nota. De acordo com a mídia local, Sicknick tinha 40 anos.

Autoridades da divisão de homicídios metropolitanos vão investigar a morte de Sicknick, que se juntou à Polícia do Capitólio dos EUA há 12 anos.

Ontem, o chefe de segurança do Congresso, Steven Sund, entregou uma carta de demissão e deixa o cargo em 16 de janeiro, informou a Agência Brasil.

A demissão de Sund foi solicitada pela presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, depois que a força federal encarregada de proteger o Congresso foi incapaz de impedir a confusão.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites