Redes Sociais

Arábia Saudita

EUA anunciam expulsão de 21 militares sauditas do país

Guilherme L. Campos

Publicado

em

Divulgação | Conexão Política

Estados Unidos classificam como ‘ato de terrorismo’ o ataque perpetrado por um militar saudita que matou três americanos na base naval de Pensacola, na Florida, em 6 dezembro de 2019, e confirmam que 21 militares trainees sauditas serão expulsos dos EUA. Segundo o Attorney General William Barr, equivalente ao ministro da Justiça, o militar saudita que participava do programa de treinamento militar nos EUA como parte da cooperação militar existente entre os Estados Unidos e a Arábia Saudita, agiu por inspiração jihadista quando disparou contra americanos dentro da base naval. Ashamrani foi morto durante a ação.

Barr disse ainda que durante a investigação descobriu-se que o atirador esteve no memorial do 11 de setembro na cidade de Nova York e postou em suas redes sociais mensagens anti-EUA e anti-Israel, além de mensagens de jihad poucas horas antes da execução do ataque.

O desbloqueio do iPhone do terrorista saudita já foi solicitado pelo Departamento de Justiça para a Apple.

As informações foram dadas nesta segunda-feira (13) em coletiva de imprensa no Departamento de Justiça, em Washington, D.C.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Católico, Conservador, Correspondente Internacional, Observador Político e criador do 'The Right Talking'. Atualmente vive no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

Parceiros

alan correa criação de sites