Redes Sociais

EUA

“A igreja deve levar a sério a saúde mental”, diz viúva de pastor americano que cometeu suicídio

Thaís Garcia

Publicado

em

"A igreja deve levar a sério a saúde mental", diz viúva de pastor americano que cometeu suicídio 18
Imagem: Jwilson

A esposa do pastor americano Jarrid Wilson, que cometeu suicídio no mês passado, disse que a igreja deve se tornar “um lugar mais seguro para as pessoas”. Durante a cerimônia memorial para seu marido, ela disse que é importante que os cristãos tenham a oportunidade de falar sobre suas “desordens” e dar aos outros a oportunidade de falar sobre sua confusões mentais.

“A igreja deve levar a sério a saúde mental. Honrando Jarrid, peço a todos para se unirem a mim e fazermos da igreja um lar, e nossa vida, e qualquer lugar em que estivermos, um lugar um pouco mais seguro para as pessoas”, disse Juli Wilson, segundo o jornal americano Christian Today.

“Diga aos outros que está tudo bem se eles contarem o que estão enfrentando. Compartilhe sua própria vulnerabilidade primeiro. Quando falamos livremente, estamos dando a chance ao outro de falar livremente também. Se vocês compartilharem isso uns com os outros, faremos uma mudança maravilhosa. E mal posso esperar para ver como Deus vai sacudir esta Terra até os alicerces se fizermos isso”, disse Wilson.

A cerimônia memorial de Jarrid foi realizada na Harvest Christian Church (Igreja Cristã da Colheita), onde ele foi um dos pastores.

Desde o primeiro encontro que Jerrid e sua Juli tiveram, ele foi aberto sobre sua luta com pensamentos suicidas. De acordo com sua esposa, ele era alguém “com quem você quer ficar por um longo tempo”.

Juli contou ao Christian Today, entre outras coisas, “como Jarrid encontrava alguém em uma loja, aprendia imediatamente tudo sobre a pessoa e quem estava na igreja no próximo domingo?”.

"A igreja deve levar a sério a saúde mental", diz viúva de pastor americano que cometeu suicídio 19

Juli e Jarrid Wilson.

Juli Wilson revelou que a última conversa que teve com o marido, foi sobre o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio – 10 de setembro, que caiu no dia seguinte ao seu suicídio.

“Ele disse: ‘Querida, você pode imaginar que amanhã é o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio. Quantas pessoas verão esses vídeos e talvez pensem que podem continuar?'”, referindo-se aos vídeos do Anthem of Hope (Hino da Esperança), que eles compartilharam em seus feeds de mídia social.

“Esse foi o último batimento cardíaco dele … era com isso que ele se importava. Era para isso que ele vivia, e continuaremos esse hino porque é um hino que não foi Jarrid quem criou. É o que Deus pede a cada um de nós. Ele nos diz para cuidar dos órfãos e das viúvas “, disse Juli.

“Ele nos diz para ajudar aqueles que são pobres e necessitados, aqueles que estão deprimidos. Aqueles que estão perturbados, que estão passando por um momento muito difícil. Essas são as pessoas para quem somos chamados. Jarrid não criou esse Hino da Esperança. O Hino da Esperança foi plantado em seu coração, através de um relacionamento com Jesus Cristo, e eu assisti a isso dia após dia.”

“A batalha entre sua mente e seu coração. Deus venceu essa batalha. Pode parecer que a morte venceu, não venceu. Este hino não foi derrotado. Ainda não acabou. Continuaremos a levar esse legado e a compartilhar as Boas Novas de Jesus”, concluiu Juli Wilson.

A igreja de Cristo carrega o papel de levar esperança aos aflitos de coração e àqueles que estão deprimidos e angustiados. Tem o papel de dizer ao mundo que Jesus veio para dar vida e vida em abundância.

“Há esperança para o ferido, como árvore cortado, marcado pela dor;
Ainda que na terra envelheça a raíz, e no chão abandonado o seu tronco morrer, há esperança pra você. Ao cheiro das águas brotará, como planta nova florescerá, seus ramos se renovarão, e não cessarão os seus frutos e viverá.” (Texto da música ‘Cheiro das Águas‘, de Ana Paula Valadão).

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites