Redes Sociais

Israel

Estudo israelense: “alterações na forma e tamanho do coração promovem a disseminação do câncer”

Os resultados do estudo destacam a importância do diagnóstico e tratamento precoces de doenças cardíacas em pacientes com câncer.

Thaís Garcia

Publicado

em

Ami Aronheim e Dra. Shimrit Avraham, do Technion. Foto: Nitzan Zohar / Technion

Embora a associação entre doença cardíaca e câncer tenha sido observada na literatura há algum tempo, os efeitos da “remodelação cardíaca” ainda não eram conhecidos. No entanto, agora os cientistas israelenses descobriram que alterações no formato e tamanho do coração devido a doenças cardíacas ou danos ao coração promovem a progressão do câncer, destacando a importância do diagnóstico e tratamento precoces das doenças cardíacas em pacientes com câncer.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia Technion-Israel e do Hospital Carmel, em Haifa, imitaram a remodelação cardíaca em ratos de laboratório e descobriram essa conexão quando viram os ratos projetados desenvolverem tumores maiores e mostrarem mais metástases.

Em seu estudo publicado na revista Circulation, os pesquisadores usaram uma técnica chamada ‘constrição aórtica transversal’ (TAC) para aplicar pressão mecânica no coração dos ratos e implantar células cancerígenas nos ratos para verificar se o a remodelação cardíaca precoce afetou a progressão do tumor.

Os pesquisadores compararam os ratos operados com a técnica TAC e descobriram que o primeiro desenvolveu tumores maiores no local das células cancerígenas implantadas e mostrou uma porcentagem maior de células cancerígenas semeadas nos pulmões, representando metástases.

As culturas celulares dos camundongos operados por TAC tiveram uma proliferação aumentada de células cancerígenas, sugerindo que proteínas promotoras de tumores estavam presentes no sangue.

“Como resultado do estudo, eles recomendam o tratamento precoce de problemas cardíacos, quando o corpo ainda está enfrentando com sucesso o problema, em vez de esperar por uma condição crônica”, disse o professor Ami Aronheim, que conduziu o estudo com os colegas Prof. Yuval Shaked e Dra. Shimrit Avraham.

“Tais problemas podem ser detectados com um simples teste ecocardiográfico e, em muitos casos, o cateterismo cardíaco precoce pode ajudar a atrasar o desenvolvimento do câncer”, acrescentou Aronheim.

 

Com informações, Israel21c.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites