Redes Sociais

Mundo

Estudante americana é suspensa por responder grupo LGBT usando versos bíblicos

“O Líbano [nome do colégio] celebra o mal e pune a justiça”, afirmou a estudante.

Redação

Publicado

em

Estudante americana é suspensa por responder grupo LGBT usando versos bíblicos 18

Gabby Helsinger é estudante do ensino médio, em Ohio, Estados Unidos. Sua escola a suspendeu por postar versículos bíblicos nos armários e paredes da escola em resposta a um grupo LGBT que encheu a mesma escola com bandeiras e cartazes sobre orgulho gay. A estudante, bem como sua mãe, declararam que a decisão de suspendê-la não era razoável, mas injusta.

Gabby compartilhou um vídeo no Facebook que detalha sua experiência, que ocorreu na semana passada: “Então, na quinta-feira, quando cheguei à escola, vi que haviam bandeiras do orgulho gay e cartazes em volta da minha escola’, disse ela no vídeo, explicando que a Aliança Gay-Heterossexual da escola havia colocado as bandeiras.”

“E senti a necessidade de escrever alguns versículos da Bíblia para que eu pudesse colocá-los em minha escola.” E assim ela fez. Colou os versos bíblicos nas paredes e armários da escola. No dia seguinte, a estudante recebeu um aviso, foi até à direção e soube que estava suspensa por “abuso, desrespeito e grosseria”. Gabby tentou argumentar, mas não teve jeito.

O vídeo no Facebook em que Gabby explica a situação passa de 50 mil visualizações até o momento em que foi escrita esta matéria. “O Líbano [nome do colégio] celebra o mal e pune a justiça”, afirmou a estudante. A escola não ofereceu nenhuma nota oficial sobre o caso, limitaram-se a dizer que não é proibido compartilhar versos bíblicos no ambiente escolar.

Com informações de Sarah Taylor, The Blaze.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites