Redes Sociais

Mundo

Donald Trump na mira

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reprodução

Donald Trump é o alvo principal da nova onda de censura que toma conta do mundo.

Sob a justificativa de ‘fake news’ e ‘discurso de ódio’, as plataformas digitais seguem escancarando uma perseguição jamais vista contra conservadores no século XXI.

Diante de um ano eleitoral extremamente importante nos Estados Unidos, Trump vem sendo bombardeado diuturnamente.

Nesta quarta-feira (5), o Facebook informou ter retirado um vídeo da conta do presidente dos Estados Unidos, em que ele aparece dizendo à rede de televisão “Fox News” que crianças são “quase imunes” ao novo coronavírus.

Para o Facebook, a gravação “inclui alegações falsas”.

“Este vídeo inclui alegações falsas de que um grupo de pessoas é imune à Covid-19, o que é uma violação de nossas políticas sobre informações prejudiciais em relação à Covid”, disse Andy Stone, porta-voz da plataforma.

Sob a justificativa acima, as redes sociais seguem mostrando abertamente que os conservadores não terão paz nos próximos anos.

O Twitter também está seguindo a mesma linha de raciocínio, implementando um bloqueio temporário a conta oficial da campanha de reeleição de Trump.

Hoje, em plena campanha, o alvo é Trump. Após, certamente será Bolsonaro. E em breve, muito em breve, alcançará todos os conservadores.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites