Redes Sociais

Mundo

Criminoso marroquino que fugiu da cadeia na Bélgica envia cartão postal para a prisão: “Saudações da Tailândia!”

Thaís Garcia

Publicado

em

Criminoso marroquino que fugiu da cadeia na Bélgica envia cartão postal para a prisão: "Saudações da Tailândia!" 15
Imagem: Reprodução

O criminoso marroquino, Oualid Sekkaki, que escapou da prisão em 19 de dezembro em Turnhout, na Bélgica, parece ter fugido para a Ásia. A administração da prisão recebeu um cartão postal dele: “Saudações da Tailândia!”, escreveu o fugitivo.

Oualid Sekkaki (26) escapou escalando um muro com alguns de seus companheiros de prisão. Ele cortou cabos de 10.000 volts e os abaixou com cordas. Três outros foram capturados poucas horas depois. Um quarto prisioneiro foi pego na Holanda no início de janeiro. Mas de Sekkaki não havia vestígios até a chegada do cartão nesta segunda-feira (20).

“Então, uma carta registrada dele chegou na prisão. A carta foi endereçada aos três diretores. O envelope continha seu distintivo da prisão e um cartão postal com ‘Saudações da Tailândia!'”, disse um carcereiro.

A gerência da prisão imediatamente informou a polícia. Sekkaki pode ter escapado porque temia ser extraditado para o Marrocos.

Criminoso marroquino que fugiu da cadeia na Bélgica envia cartão postal para a prisão: "Saudações da Tailândia!" 16

Prisão em Turnhout, na Bélgica.

Rei da Fuga

Oualid Sekkaki é irmão do ‘Rei da Fuga’, Ashraf Sekkaki, um ‘gangster’ com uma lista criminal de assaltos à mão armada, roubos de carros e sequestros em seu currículo. Ele ficou conhecido por uma fuga espetacular da prisão de Bruges em 2009, com cordas lançadas de um helicóptero ao pátio da prisão. Ele foi capturado novamente, mas um ano depois, conseguiu escapar de uma prisão no Marrocos. Então, ele foi pego outra vez. Atualmente, Ashraf Sekkaki está preso no Marrocos.

Dezesseis anos atrás, Ashraf também conseguiu escapar. Ele então cortou as barras de uma janela da prisão com uma serra circular contrabandeada. Ele conseguiu escapar através de escadas do lado de fora. Desde então, não houve novas fugas em Turnhout, até meados de dezembro, quando seu irmão Oualid Sekkaki, junto a outros quatro detentos, seguiu o “exemplo” de seu irmão mais velho.

 

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

alan correa criação de sites