Redes Sociais

Análise

Conversações de “paz” na Noruega entre representantes de Maduro e Guaidó

Thaís Garcia

Publicado

em

Conversações de "paz" na Noruega entre representantes de Maduro e Guaidó 20
Yuri Cortez/AFP

Representantes do regime ditatorial venezuelano e da oposição de Guaidó realizaram conversações de paz nesta semana em um local secreto em Oslo. De acordo com a mídia norueguesa NRK, foi uma tentativa de acabar com uma crise política que já dura 5 meses. Observadores chamaram cautelosamente o desenvolvimento de “esperançoso”.

A Venezuela vive uma profunda crise político-econômica que obteve a atenção da comunidade internacional a partir do momento em que o presidente Juan Guaidó se nomeou presidente interino, em janeiro e iniciou a luta contra o socialismo em seu país.

A rede de rádio e televisão NRK na Noruega, com fontes anônimas, disse que as negociações de paz aconteceram “em poucos dias”, em um local secreto na capital norueguesa e que as delegações retornaram a Caracas nesta quinta-feira (16).

É a segunda vez que tais negociações são realizadas em Oslo entre o regime do ditador Nicolás Maduro e os representantes do presidente encarregado Juan Guaidó, disse NRK, acrescentando que as negociações também já aconteceram em Cuba.

“Processos de paz”

Uma porta-voz do Ministério de Relações Exteriores da Noruega não quis confirmar ou negar o envolvimento da Noruega nos “processos de paz”.

A Noruega, que abriga o Prêmio Nobel da Paz e os agora extintos Acordos entre Israel e palestinos, costuma exercer o papel de “mediador” nos “processos de paz”. Mais recentemente, entre o governo colombiano e os rebeldes das FARC em 2016.

Engano

Provavelmente Oslo se esquece, de que é impossível haver socialismo, paz e liberdade em um só pacote. O preço da libertação dos venezuelanos das mãos do governo ditatorial socialista de Maduro, vai além da atual crise político-econômica. Na verdade, esta crise é a manifestação do último suspiro de uma nação sufocada pelo socialismo.

A situação na Venezuela se tornou tão abominável, que o começou como uma crise econômico-política, se converteu em um tormento humanitário quase sem esperança de um final feliz.

Enquanto a Europa continuar louvando o socialismo e negociando com um ditador como Maduro, que recusou a ajuda humanitária internacional para o povo venezuelano, não haverá paz para a Venezuela. Será apenas mais um tempo de enganação, como acontece nos processos de “paz” entre Israel e palestinos.

Dessa forma, o povo venezuelano continuará vivendo sem liberdade, e sofrendo a consequência do socialismo e sua economia fechada: a fome. E consequentemente,  outras desgraças surgirão, como as pestes, que custarão a vida de muitos inocentes.


O Conexão Política é um portal de notícias independente. Ajude-nos a continuarmos com um jornalismo livre, sem amarras e sem dinheiro público » APOIAR

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites