Redes Sociais

Brasil

China faz “espionagem” com 5G, diz Samantha Power

Em entrevista, ela reforçou os alertas ao Brasil sobre a atuação do país asiático em torno da tecnologia.

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Eric Bridiers

Samanta Power, ex-embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU), e recentemente indicada por Joe Biden para estar na linha de frente da USAid – maior agência de desenvolvimento do mundo –, afirmou que a China usa a rede 5G para realizar “espionagem comercial”.

A declaração ocorreu nesta segunda-feira (26), durante o programa Roda Viva, da TV Cultura.

Ao responder um questionamento de um jornalista sobre o tema, Power reforçou que os EUA já alertaram o Brasil sobre os perigos envolvendo o país asiático.

Na visão dela, as autoridades brasileiras não podem deixar o país “vulnerável aos caprichos do governo chinês”.

Por fim, disse que o Partido Comunista Chinês (PCC) utiliza as vacinas como produto de chantagem ao promover transições políticas e econômicas em países-alvo.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.