Redes Sociais

Mundo

Carro da embaixada russa é explodido no Afeganistão em possível tentativa de assassinato, diz Rússia

Thaís Garcia

Publicado

em

Reprodução

Um carro da embaixada russa em Cabul, no Afeganistão, foi atingido por um artefato explosivo improvisado (IED) na terça-feira (1º) enquanto dirigia pela capital afegã no que pode ter sido uma tentativa de assassinato.

Em comunicado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, disse: “Em 1º de dezembro, enquanto o carro de uma missão diplomática russa passava pela estrada perto da embaixada russa em Cabul, um dispositivo explosivo improvisado foi detonado. Os funcionários da missão diplomática russa no veículo sofreram uma leve concussão”.

Zakharova disse que uma investigação preliminar do ataque a bomba à beira da estrada indicou que o ataque poderia ter como alvo uma caminhonete usada pelas Forças de Segurança Nacional Afegã (ANSF) e que o caminhão tinha militares a bordo. A ANSF estava viajando na frente do veículo da embaixada russa quando a explosão ocorreu.

A representante diplomática descreveu o ocorrido como um “ataque terrorista” e disse que, embora o dispositivo explosivo pudesse ter como alvo o veículo ANSF, “não podemos excluir que o ataque terrorista visava cidadãos russos”.

“Exigimos que o lado afegão conduza uma investigação completa do incidente e tome medidas exaustivas para garantir a segurança do pessoal das missões russas na República Islâmica do Afeganistão”, disse Zakharova. “A Embaixada da Rússia em Cabul está tomando medidas adicionais para aumentar a segurança do pessoal e das instalações da missão diplomática.”

Nem o Ministério das Relações Exteriores da Rússia nem Zakharova indicaram quem poderia estar por trás do ataque a bomba na estrada.

O ataque relatado no Afeganistão ocorreu em meio a uma onda de violência no Afeganistão, relatada pela AFP nos últimos dias. Segundo informações, pelo menos 30 seguranças afegãos foram mortos em um ataque suicida com carro-bomba perto de Ghazni, tornando-o um dos ataques mais mortais contra as forças do governo nos últimos meses.

Cristã e Correspondente Internacional na Europa.

alan correa criação de sites