Redes Sociais

Alemanha

Cidadãos da Alemanha que violarem medidas restritivas de covid-19 serão mantidos em campos de detenção, segundo jornal

Thaís Garcia

Publicado

em

Imagem: Reprodução

Cidadãos na Alemanha pegos desobedecendo as medidas restritivas de covid-19 impostas pelo governo serão mantidos em campos de detenção em alguns estados, de acordo com relatos recentes da mídia alemã Welt e Bild.

Em Schleswig-Holstein, haverá um campo de detenção para a “quarentena” a partir de 1º de fevereiro. Mas outros estados também querem seguir o exemplo, informou a Welt.

A reportagem da Welt no vídeo abaixo, em Alemão, mostra imagens dos campos de detenção na Alemanha.

As autoridades em Baden-Wurttemberg também designaram dois hospitais para deter os infratores e mantê-los sob vigilância policial.

Locais na Alemanha de campos de detenção contra violadores das medidas restritivas de covid-19. Imagem: Welt.

As medidas do governo alemão foram imediatamente condenadas por muitos nas redes sociais.

“Enquanto isso, na Alemanha, você sabe, nosso vizinho, que não foi tão bom para o mundo algumas décadas atrás, eles converteram esta instalação em um campo de corona. Você será levado pra cá se não cumprir a obrigação de quarentena. Comparação com a guerra é justa agora?”, escreveu o holandês Luka Jorn no Twitter, anexando uma reportagem do jornal alemão Bild sobre os campos de detenção.

Em Schleswig-Holstein, aqueles que forem pegos repetidamente quebrando as regras estão sujeitos a uma estadia em um centro de detenção juvenil.

“Engatinhando para o momento em que tudo o que nos disseram que era completamente impossível de ser instituído (restrições estritas de viagem, central de quarentena), bem a tempo para a vacinação em massa torná-lo basicamente inútil”, opinou o repórter do The Wall Street Journal, Mike Bird.

Joana Cotar, do partido de direita Alternativa para a Alemanha (AfD), disse que os envolvidos na instalação dos campos de detenção têm “lido muito Orwell”, referindo-se ao escritor George Orwell, conhecido pelos seus livros “1984” e “A Revolução dos Bichos”

“Alguém deve ter lido muito Orwell aqui e dito: ‘Ótimo, vamos lá!'”, escreveu Joana Cotar.

O Dr. Christoph Degenhart, especialista em direito administrativo, disse ao jornal alemão ‘Welt‘ que os estados têm autoridade para deter cidadãos de acordo com as licenças estabelecidas pela Lei de Proteção à Doença, uma lei emergencial aprovada na Alemanha em março e renovada em novembro.