Redes Sociais

Exclusivo

EXCLUSIVO: Documento sigiloso da Justiça de SP comprova que Suzy/Rafael são a mesma pessoa

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução

Na semana passada, o Fantástico, da Rede Globo, apresentou uma reportagem de Drauzio Varella em que fala sobre uma transsexual que está há cerca de oito anos sem receber qualquer visita na penitenciária.

O que a Rede Globo não contou ao telespectador é que ‘Suzy’, cujo nome de batismo é Rafael Tadeu de Oliveira Santos, cumpre pena por estuprar, estrangular e esconder o cadáver de uma criança de 9 anos.

O Conexão Política teve acesso a um processo do Tribunal de Justiça de São Paulo e produziu um matéria especial contendo o resumo do crime cometido pela transsexual.

Leia a matéria exclusiva clicando AQUI.

Detalhamos depoimentos de testemunhas, falamos sobre a denúncia do Ministério Público, e ao final, conversamos com a advogada responsável pela execução criminal de Suzy.

Mesmo com documentos contendo detalhes do crime cometido em 2010 e com a própria advogada admitindo os delitos contra uma criança, houve quem duvidasse ser Rafael/Suzy a mesma pessoa.

Diante disso, por meio de uma fonte sigilosa, obtivemos acesso aos autos de execução penal de Suzy.

O documento que será postado abaixo trata-se de uma declaração assinada pelos diretores da penitenciária onde a transsexual está detida e refere-se a uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

No texto, Suzy afirma que está de acordo em ser entrevistada e concorda com a divulgação de seu teor.

No documento, ela ainda afirma que sua “integridade físcia e psíquica se encontra preservada; declara não possuir problemas de relacionamento com os sentenciados aqui custodiados; declara não possuir problemas com os funcionários e com a diretoria da Unidade Prisional”.

CONFIRA

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

O relator da Revisão Criminal de Suzy no Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Luiz Fernando Vaggione, anotou em seu voto que “a frieza e falta de empatia na conduta do peticionário [Suzy] são evidentes. O ofendido [Fábio, o garoto assassinado], menor de apenas 09 anos de idade, era seu vizinho, residindo duas casa após a sua. Ainda assim, de forma absolutamente insensível e apática, com ele praticou crime sexual gravíssimo, matando-o em seguida e deixando seu corpo no interior de sua residência por dois dias”.

A advogada de Suzy informou ao nosso portal que deve se encontrar com sua cliente nesta segunda-feira (9) e que fará um pronunciamento à imprensa entre hoje e amanhã (10).

“Vou conversar com a Suzy e expor o que está acontecendo na mídia. Vou perguntar se ela se sente à vontade para contar o caso que ela cometeu há 10 anos. Eu entendo como funciona a população e vou sim dar um esclarecimento. Eu peço apenas um pouco de paciência”, declarou.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

FALE COMIGO: [email protected] | Editor-chefe do Conexão Política | Residente e natural de Campo Grande/MS

alan correa criação de sites