Redes Sociais

Errata

PM do Paraná se confundiu e Paulo Cupertino não foi preso, diz delegado-geral de SP

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução

O delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, afirmou que o assassino Paulo Cupertino Matias, que matou a tiros o ator Rafael Miguel e seu pais João Miguel e Miriam Miguel, não foi preso nesta quarta-feira (28).

De acordo com Ruy, a Polícia Militar do Paraná “se confundiu”. Ele mesmo havia anunciado mais cedo a prisão do criminoso.

O Conexão Política, com base na primeira informação divulgada pela PM de SP, chegou a noticiar que Cupertino havia sido detido.

Com a nova posição oficial que nega a captura do assassino, alteramos a chamada contida na matéria inicial.

Também entramos em contato com as secretarias de Segurança do Paraná e de São Paulo a fim de que informem detalhes à imprensa acerca do que causou o erro por parte das corporações. Até o fechamento desta matéria ainda aguardávamos retorno.

FALE COMIGO: [email protected] — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).