Indicado por Flávio Bolsonaro, Marcos Papinha concorrerá a deputado federal

Autor: Nenhum comentário Compartilhar:
Imagem: Divulgação

Personagem principal da CPI que devolveu mais de 50 milhões aos cofres públicos, em seu mandato de vereador, o deputado estadual Antônio Marcos da Silva (ou simplesmente Papinha) foi motivador da prisão de Silvado Abílio de Oliveira, ex-presidente da Campos Luz e responsável por desviar mais de 40 milhões dos cofres públicos.

Presos na operação “Alta Tensão”, Abílio e mais três pessoas foram atuados pelos delitos de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, falsidade de documentos públicos, particulares e falsidade ideológica. 

A execução  – teve início na madrugada de uma sexta-feira (05/06/2009), numa megaoperação policial em Campos. A Operação Alta tensão contou com a Polícia Fazendária, Federal, Civil, Militar e BOPE e envolveu sete mandados de prisões temporárias e 23 de busca e apreensão, sendo 20 em Campos e três no Rio de Janeiro. A Guarda Civil Municipal deu completo apoio logístico à operação.

Os agentes se reuniram às 3h da manhã, quando receberam orientações e todas as informações sobre a operação, depois de terem sido reunidos no Sesc Mineiro, em Grussaí. Eles saíram para cumprir os mandados logo no início da manhã. As saídas de Campos foram fechadas pela Polícia Rodoviária Federal. 60 viaturas policiais e um helicóptero fizeram parte do aporte com 140 policiais.

Os mandados de prisão foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Campos contra Sivaldo Abílio (ex-presidente da CampoLuz), Janaína Velasco (filha de Sivaldo Abílio e ex-funcionária da CampoLuz), Jaime Fiúza (ex-auxiliar administrativo da CampoLuz), Altair Pessanha (ex-funcionário da CampoLuz), Itanaley Barroso Falcão (ex-tesoureiro da CampoLuz), Luís Fernando Siqueira e o contador Paulo Monteiro.

Na ação foram apreendidos 23 veículos, sendo nove caminhões de grande porte, 11 carros, duas motos, um trator. Também foram arrecadados cinco armas, munições, dois cofres, notebooks, cerca de 20 CPUs, 50 aparelhos celulares, além de eletrodomésticos, dinheiro e jóias. Os agentes também apreenderam equipamentos de um estúdio de som, em Campos.

Fenômeno nas urnas em 2008

Após a eleição de outubro de 2008, Papinha surpreendeu muita gente com a sua expressiva votação. O mercador se candidatou pela primeira vez, e venceu a eleição com 4.445 votos.

Porém, para ele, a votação já era esperada. “Tenho um trabalho muito antigo e tinha certeza de que a população me daria uma votação expressiva”, disse o comerciante em entrevista ao Jornal Folha da Manhã.

Papinha explicava que relutou muito até aceitar o desafio de se candidatar. “Tenho projetos sociais e sempre diziam que eu poderia fazer muito mais pela população se tivesse um mandato. Esse desejo da população foi crescendo e aceitei essa missão. Mas desde o início tinha certeza de que o meu trabalho seria reconhecido com uma grande votação”, concluiu Papinha.

Eleições 2018

Antônio Marcos Papinha da Silva será postulante a uma vaga na Câmara Federal pelo Partido Social Liberal (PSL) nas eleições de outubro.

Indicado por Flávio Bolsonaro, Papinha é o candidato a Deputado Federal para representar o PSL no estado do Rio de Janeiro.

Com informações, João Oliveira Filho e Jornal Folha da Manhã

Post anterior

“Faça-se a Luz”, bradou o constituinte

Próximo post

Equipe de Bolsonaro estuda reformar a Previdência por etapas, considerado o modelo mais adequado para o cenário atual do país

Você pode gostar também:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.