Redes Sociais

Editorial

Caso Damares: Resposta do Conexão Política a Rogério Chequer

Avatar

Publicado

em

Imagem: Divulgação | Novo

Nesta segunda-feira, 11, Rogerio Cheger, do partido Novo, não se conteve ao demonstrar total ignorância e preconceito em seu comentário sobre a futura ministra Damares Alves.

Segundo ele, valores religiosos não podem tocar a política — o que em si já é um absurdo tal pensamento em pleno Ocidente.

Chequer fala que aborto é questão de saúde pública, ou seja, usou um jargão puramente de militância, de um tema complexo que, pouco é debatido no Brasil pela falta de tolerância dos progressistas por parte de ideais pró vida.

E cá entre nós, de onde ele tirou que a Damares não representa as mulheres? Sendo que a maioria das mulheres são cristãs e pró vida? Usou argumentos puramente falaciosos com linguajar recheado de jargões de militância.

Cristão, conservador — o termo usado por idiotas é extrema direita: pró-vida, pró-família, pró-armas —, pedagogo, escritor e poeta. Vivo de poesia pra não morrer de razão. — www.andersonsandes.net

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites