Redes Sociais

Artigo

É cedo que se começa

Francisco Teodorico

Publicado

em

É cedo que se começa 16

Cuidado! Você está sendo observado.

O ciclo recomeça: voltam as aulas. Não é preciso ser vidente para prever que veremos filas duplas (e até triplas) de carros em saídas de escola, um problema recorrente e de fácil solução.

De nada adianta ficarmos indignados com o desrespeito aos nossos direitos se não respeitarmos também os do próximo. Precisamos dar exemplo aos nossos filhos, principalmente na saída da instituição que está cuidando da educação deles. Confesso que não gosto muito desse termo, pois defendo que escola deve cuidar apenas da cultura, educação se dá em casa, mas enfim, por enquanto é essa a “missão” atual delas. Não podemos ser protagonistas deste flagrante desrespeito com os outros que ali estão, na maioria, respeitando as normas da boa convivência.

Fui testemunha, durante muitos anos de que não adianta contar com o bom senso dos pais, nem orientar através de funcionários, que muitas vezes passam por situações constrangedoras ouvindo absurdos deste tipo de cidadão que esquece que está moldando seu filho com suas atitudes.

Estas pessoas, além de tumultuarem nossa administração de tempo, pois impedem a passagem dos outros veículos que respeitam as normas da fila, dão mau exemplo a todos os alunos da escola e para outros pais que muitas vezes julgam que “não vale a pena respeitar as regras” e passam a fazer o mesmo, agravando ainda mais o problema, num comportamento de manada tão típico do ser humano.

Existe uma solução simples e que só depende da vontade política da administração das escolas, além da rigorosidade no cumprimento dela pelos funcionários:

Para isso bastaria enviar uma circular aos pais e responsáveis, informando que os alunos não poderão mais sair das dependências da escola em direção ao carro parado em fila dupla!

Tenho certeza de que o apoio da maioria dos pais será dado às instituições escolares, visto que é uma minoria que não respeita o próximo.

Lutamos tanto hoje em dia por causas não tão nobres, por que não nos esforçarmos para tornar nossas cidades mais civilizadas.

Faça essa sugestão às escolas cujos pais param em fila dupla e atrapalham o trânsito (entre outros problemas), mesmo que seu filho não estude nela (pode ser via email, que não dá trabalho; use esse texto como base se desejar).

Vamos transformar isso numa Campanha?

“MAIS EDUCAÇÃO, FILA DUPLA, NÃO!”

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Pai, casado, católico, matemático, analista de sistemas, pós-graduado em Gestão de TI (USP), enxadrista, karatedoka, especialista em Gestão do Tempo.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites