Redes Sociais

Colunistas

A criancinha fardada de PM X hipócritas da militância esquerdista

Vai ter criança fardada, sim. Eu apoio essa iniciativa em defesa dos valores da PM.

Sargento Fahur

Publicado

em

Divulgação | Conexão Política

Dia desses, um garotinho, que estava acompanhado de seu pai, compareceu ao Plenário da Câmara dos Deputados.

Ele vestia uma linda fardinha da Polícia Militar, mais precisamente da ROTAM.

O pequeno portava uma arma de brinquedo, que era uma imitação de um fuzil, além de algemas e outros equipamentos de brinquedo.

Muitos Deputados tiraram foto com o lindo menino, e eu fui um deles.

No outro dia, eu li matéria de um site esquerdista criticando esses fatos, inclusive com declarações de “especialistas” que diziam que segundo o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) essa prática seria criminosa,  pois constrangia e causava males à criança por ser vexatório, isso e aquilo.

Agora eu pergunto: onde é que vestir uma pequena farda da Polícia Militar é constrangedor ou vexatório para uma criança? Muito ao contrário, pois aquela vestimenta causava orgulho e alegria ao menino. Esses idiotas da esquerda não se cansam de passar vergonha.

Em casa, todos os meus netos têm ou tiveram uniformes da Polícia Militar, e todos, até as meninas, manuseiam armas de brinquedo.

Faço aqui um desafio a qualquer esquerdista que seja de fato corajoso ou corajosa o suficiente pra ir lá em casa buscar essas fardinhas, que eu quero lhe ensinar o caminho inverso debaixo de pescoções.

Induzir crianças a explorar sua sexualidade ou mesmo pervertê-las, pode né? Hipócritas!

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Polícia Militar, ativista social e integrante da Rota Ostensiva Tática Metropolitana. 35 anos correndo atrás de bandidos e traficantes.

6 Comentários
alan correa criação de sites