Voto impresso é inconstitucional, diz ministro do TSE

Autor: 2 Comentários Compartilhar:
Imagem: Future

Em debate hoje em São Paulo, Admar Gonzaga, ministro do TSE, defendeu que a corte julgue inconstitucional a implantação do voto impresso nas eleições brasileiras, informa o Estadão.

“Vamos gastar R$ 2 bilhões –isso me deixa doente– para bater palma para perdedor. Isso não entra na minha cabeça, não convém à democracia e, para mim, é inconstitucional”, declarou Gonzaga.

O ministro afirmou ainda que o dispositivo que imprime o voto na urna eletrônica e o armazena, sem entregar um comprovante impresso ao eleitor, pode ter falhas e invalidar o voto de sessões eleitorais.

“Vai dar problema. Não sei como os brasileiros compraram essa ideia.”

Com informações, O Antagonista

Post anterior

Sem Voto Impresso, Promotores do Ministério Público Federal apontam ‘impossibilidade de fiscalização’ em urnas eletrônicas

Próximo post

Para atrair eleitores, Henrique Meirelles vai usar vídeos com Lula em pré-campanha à Presidência

Você pode gostar também:

2 Comentários

  1. Urna eletrônica FRAUDÁVEL e apuração secreta no TSE, para manter o poder nas mãos da ORCRIM, são perfeitamente constitucionais, né Ministro?

  2. Pura demagogia, preocupado com o gasto com dinheiro público, é só cortar o fundo partidário. Político honesto como Bolsonaro irá dispensar tais recursos assim como fez em 2014. Com ou sem voto impresso as eleições não será fraudada, polos o exerexér está de olho em vocês. Eles já mandaram o recado. Não haverá intervenção militar, porque os militares não estão de olho no poder, mas isso só depende de vocês.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.