Redes Sociais

Brasil

USP volta atrás e aceita matrícula de alunos de colégios militares aprovados pelo Sisu

Matheus F. Romero

Publicado

em

Câmpus da USP em São Carlos (Imagem: Reprodução)

A Universidade de São Paulo (USP) voltou atrás e confirmou a matrícula de candidatos que estudaram em colégios militares efetivamente mantidos pelas Forças Armadas que foram aprovados para a instituição via Sisu, informa o Estadão.

Como registrado ontem (16), a universidade havia cancelado a matrícula de estudantes de colégios militares alegando que eles não se enquadram no regime de cotas para estudantes de escolas públicas. O Exército identificou na medida da universidade uma retaliação ao governo de Jair Bolsonaro, e já foi informado da confirmação.

Em nota, a USP comunicou que, “face às afirmações que se tornaram públicas e para garantir a lisura de seu processo de matrícula, todos os candidatos aprovados oriundos de colégios militares, vinculados e mantidos efetivamente pelas Forças Armadas, que se inscreveram no vestibular optando pela ação afirmativa para egressos de escolas públicas, tiveram a sua matrícula aceita, uma vez que atendem plenamente ao regramento estabelecido para o concurso vestibular 2019”.

Estudante, músico e defensor da liberdade.

Publicidade
7 Comentários

7 Comments

  1. Nathan Miguel

    21.02.2019 at 14:02

    Que venha a Lava jato da educação!

  2. Mauro R2

    17.02.2019 at 20:30

    Tá na hora dos hospitais militares serem considerados PÚBLICOS e atenderem a população em geral, já que as escolas militares também são públicas para cotistas.

  3. Kleyton

    17.02.2019 at 19:41

    USP LIXO

  4. Lilian Sanches

    17.02.2019 at 16:26

    Essa é a Resistência.

  5. joao

    17.02.2019 at 15:52

    A USP e várias universidades estaduais e federais viraram covil de COMUNISTAS, vagabundos. Desculpem pelo pleonasmo.

  6. Celeste Gomes

    17.02.2019 at 15:41

    A USP arregou.

  7. Jorge

    17.02.2019 at 15:17

    Que venha a Lava jato da educação!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Apoiar

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites