Sem Voto Impresso, Promotores do Ministério Público Federal apontam ‘impossibilidade de fiscalização’ em urnas eletrônicas

Autor: Nenhum comentário Compartilhar:
Imagem: Agência Brasil

Segundo a nota técnica de 144 promotores e procuradores do Ministério Público e também juízes , “o eleitor não tem como conferir sequer o próprio voto, isto é, o cidadão, por também não possuir conhecimento técnico-eletrônico, não tem possibilidade de exercer a sua cidadania na fiscalização do sistema eleitoral”.

“Sem voto impresso, restam maculados os princípios da legalidade, publicidade, transparência, moralidade, eficiência do processo eleitoral, culminando com a quebra do Estado Democrático de Direito”, destacam os promotores.

Post anterior

Mãe PM que matou bandido é homenageada por cumprir missão e salvar vidas

Próximo post

Voto impresso é inconstitucional, diz ministro do TSE

Você pode gostar também:

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.