Redes Sociais

Brasil

Projeto de lei quer regularizar profissão de youtuber

Redação

Publicado

em

Imagem: Reprodução | Youtube

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE), apresentou um projeto de lei que propõe regulamentar a profissão de youtuber no Brasil.

O youtuber é uma profissão nascida da contemporaneidade, mas trabalha, na maioria das vezes, autonomamente ou exposto a contratos de trabalho sem as proteções legais previstas, com jornadas incompatíveis com a função exercida. Por vezes também acaba sofrendo discriminação de outras categorias artísticas” – escreveu Eduardo na justificativa do projeto.

Conforme registrou o site Pleno News, a proposta estabelece que as jornadas de trabalho sejam de seis horas por dia ou 30 por semana.

Essa jornada entende o tempo gasto de gravação assim como a preparação, que envolve ensaios, pesquisas, estudos, atividades de promoção e de divulgação e a finalização do vídeo. 

Análise

Em vídeo, o empresário Victor Vicenzza, de 29 anos, e seu sócio, Thomas Viciouss, analisaram a proposta de Eduardo da Fonte.

No último dia 20, os jovens ampliaram sua participação nas redes sociais com a estreia de mais uma plataforma: um canal no YouTube..

Em diversos formatos, Victor e Thomas seguem realizando entrevistas e análises com uma pegada de humor e entretenimento.

Os jovens ficaram conhecidos após declararem apoio a Jair Bolsonaro.

A opinião gerou revolta entre o público LGBT e o rompimento de Pabllo Vittar com à grife de sapatos.

ASSISTA AO VÍDEO!

Conexão Política é um jornal digital inteiramente compromissado com a cobertura e análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | [email protected]