Programa da Globo diz que Deus é LGBT e o diabo, conservador

Autor: 7 Comentários Compartilhar:
Matéria: Gospel Prime

O programa humorístico dos sábados na rede Globo, o Zorra, voltou a fazer piada com temas religiosos. O esquete mais longo do programa deste sábado (02/12), era intitulado “Deus mulher”. Ele durou três minutos e meio, enquanto outras piadas foram contadas em menos de 30 segundos, o que mostra uma grande elaboração.

Nele, um pastor chamado Natanael (Welder Rodrigues) morre e vai ao céu. Lá, ele se encontra com Deus (Débora Lamm). Quando o Senhor se apresenta a ele em forma feminina, o pastor questiona, dizendo conhecer a Bíblia e que aquela imagem não correspondia ao que ele imaginava. Isso deixa o Senhor irritado, então ele acusa o líder religioso de estar pecando por não aceitar que Deus pode ser uma mulher.

Tentando mostrar que é poderoso, o personagem de Débora Lamm começa a fazer várias vozes diferentes, incluindo uma que seria de “revelação” e uma igual a do personagem Darth Vader. Diante da recusa do pastor em acreditar, Deus começa a tomar diferentes formas, afirmando que se apresenta como quiser.

Na sequência, diz: “Eu sou negro, negra, judeu, árabe, LGBT, menino, mendigo, deputado, maromba, gordinho, pastor”. Isso deixa Natanael irritado, que afirma que aquilo era um engano do “tinhoso”.

Ele passa então a simular um exorcismo, gritando “Sangue de Jesus tem poder, sai deste corpo”. Fazendo gestos desconexos, imita as línguas estranhas comuns em cultos pentecostais.

Deus então afirma que está farto e manda o pastor para o inferno.

Segue-se então uma sequencia no inferno, onde um ator caracterizado com a imagem popular do diabo (de chifres e tridente), dispara: “Você deu sorte, por que se pega Deus de TPM, aí rapaz…”

Desconcertado, Natanael começa a reclamar e o diabo diz simplesmente “é Sempre assim, Ele pode fazer o que quer. Ele pode ser o que quiser”.

Ato contínuo, o pastor diz que pelo menos o diabo é como ele imaginava. “Eu sou pela tradição, sou um conservador”. O pastor diz que poderia aceitar um “deus mulher”, mas tem dificuldades de imaginar um “deus judeu ou árabe”.

Simpático, o diabo convida Natanael para sentar e pergunta “Como andam os negócios?”

O vídeo pode ser assistido na íntegra AQUI!

Post anterior

Donald Trump retira EUA do Pacto Mundial da ONU sobre migração e refugiados

Próximo post

Outdoors em apoio a Bolsonaro tomam conta dos municípios em Pernambuco

Você pode gostar também:

7 Comentários

  1. Rede esgoto de depravação. São uns pobres coitados, dignos de pena. Depois não entendem porque as coisas não dão certo e vivem trocando de parceiro todo ano.

  2. De péssimo gosto esse tipo de brincadeira co qualquer que seja a crença de fé das pessoas! Isso é um erro gigantesco! Também não assisto, aliás tem um tempo que esse programa está em baixa!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.