Redes Sociais

Política

TSE anuncia parceria com Twitter para ‘combater desinformação’ durante eleições

Marcos Rocha

Publicado

em

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou nesta sexta-feira (2) parcerias com as redes sociais Twitter e Tik Tok para ‘combater a desinformação’ durante as eleições municipais deste ano.

As plataformas se comprometeram a facilitar o ‘acesso a informações fidedignas’ sobre o processo eleitoral, destacando-as em resultados de busca, por exemplo.

Durante o anúncio, por videoconferência, o gerente de Políticas Públicas do Twitter Brasil, Fernando Gallo, disse que o Twitter baniu em todo o mundo a veiculação de anúncios políticos ou eleitorais.

“Entendemos que alcance político deve ser merecido, e não pago, portanto, não vamos vender publicidade nessa eleição”, declarou.

O diretor de Políticas Públicas do TikTok no Brasil, Ricardo Tavares, também ressaltou uma atualização nas políticas da plataforma para deixar mais clara a proibição a ‘conteúdo enganoso’.

Uma equipe do TikTok deverá ajudar a Justiça Eleitoral a fazer publicações mais eficazes na rede social de vídeos curtos, que é marcada pela presença de um público mais jovem.

Ontem, quinta-feira (1º), o TSE anunciou acordo com sete agências de checagem que trabalharão na identificação de ‘fake news’ durante as eleições.

As agências responsáveis pelo julgamento do que é verdade ou mentira são: AFP, Agência Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake e UOL Confere.

Saiba mais: TSE faz acordo com agências de checagem para fiscalizar ‘fake news’ durante eleições

As informações são da Agência Brasil.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites