Redes Sociais

Brasil

Ministro das Relações Exteriores afirma que Kátia Abreu sugeriu ‘gesto’ por 5G

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Fernando Frazão | Agência Brasil

O chanceler Ernesto Araújo veio a público neste domingo, 28, para dizer que teve um diálogo com a senadora Kátia Abreu (PP-TO) em um almoço no Itamaraty.

O encontro, segundo ele, ocorreu no início deste mês. Na ocasião, Ernesto assegurou que a parlamentar fez um ‘gesto’ de sugestão pela nova tecnologia 5G,

“Em 4/3 recebi a Senadora Kátia Abreu para almoçar no MRE. Conversa cortês. Pouco ou nada falou de vacinas. No final, à mesa, disse: ‘Ministro, se o senhor fizer um gesto em relação ao 5G, será o rei do Senado’. Não fiz gesto algum”, escreveu o ministro das Relações Exteriores, no Twitter.

Em seguida, Ernesto disse ter recusado o tema, levando em consideração as atribuições de outras pastas, incluindo a competência do chefe do Executivo.

“Desconsiderei a sugestão inclusive porque o tema 5G depende do Ministério das Comunicações e do próprio presidente da República, a quem compete a decisão última na matéria”, acrescentou.

Conforme vem registrando o Conexão Política, lideranças do bloco do centrão, parlamentares do Congresso Nacional e prefeitos seguem pressionando pela saída do ministro das Relações Exteriores sob a justificativa de que há ‘graves erros’ na condução da política externa do país — exigindo, portanto, uma mudança no comando da pasta para restabelecer uma ‘retomada’ do Itamaraty.

Leia também: A China quer o Ministério das Relações Exteriores do Brasil?

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.