Redes Sociais

Política

Marco Aurélio adia depoimento de Bolsonaro à PF até que plenário do STF decida 

Marcos Rocha

Publicado

em

Carlos Humberto | SCO | STF

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu adiar o depoimento do presidente Jair Bolsonaro à Polícia Federal (PF) no inquérito sobre a suposta interferência na corporação até que o plenário da Corte julgue o pedido da Advocacia-Geral da União (AGU).

Ontem, quarta-feira (16), a AGU recorreu da decisão do ministro Celso de Mello, que negou ao chefe do Executivo a possibilidade de prestar depoimento por escrito.

Nesta quinta-feira (17), Marco Aurélio afirmou que decidiu ‘congelar’ o andamento do inquérito na Corte para possibilitar a análise do recurso de Bolsonaro pelo plenário, já que não concebe a ‘autofagia’, ou seja, a possibilidade de julgar sozinho uma decisão tomada por um colega, no caso, Celso de Mello.

A informação primária é da CNN Brasil.

 

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites