Redes Sociais

Política

Leandro Ruschel questiona: por que indicação de Ramagem é ilegal, mas de Mendonça não?

Ministro do STF deferiu pedido do PDT.

Redação

Publicado

em

Marcelo Camargo | Agência Brasil

Leandro Ruschel está comentando a decisão do ministro Alexandre de Moraes após suspender a posse de Ramagem.

“Alexandre de Moraes suspende nomeação do apontado pelo presidente para comandar a PF. Então o presidente não pode indicar o diretor da PF, conforme manda a Constituição, mas um juiz que comanda inquérito ilegal e escolhe delegados a dedo, pode? O STF virou caso de polícia”, escreveu no Twitter.

Para Ruschel, é estranho que essa decisão venha de Moraes, que segue à frente de um inquérito sigiloso.

“A decisão do Alexandre de Moraes sobre direção da PF é ilegal. Ele é parte interessada, não poderia ter julgado. Está comandando o inquérito sigiloso e já tinha demonstrado que não queria a mudança de delegados desse inquérito inconstitucional. O que ele quer esconder?”.

E acrescentou:

“Se o STF acredita que a indicação de Ramagem para a PF é ilegal, por que a indicação do André Mendonça, seu chefe, para o Ministério da Justiça, não seria? Isso explica muita coisa, não é mesmo? André Mendonça pode? Por que?”, concluiu.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Conexão Política é um jornal digital inteiramente compromissado com a cobertura e análise das principais pautas sobre política nacional e internacional | [email protected]

alan correa criação de sites