Redes Sociais

Política

Kátia Abreu e Mourão se reúnem para falar da relação do Brasil com a China

Marcos Rocha

Publicado

em

Divulgação

A presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Kátia Abreu (PP-TO), se reuniu nesta quarta-feira (28) com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, para debater a relação do Brasil com a China.

O encontro também contou com a participação de Wang Qishan, vice-presidente chinês.

De acordo com a parlamentar, o governo federal deve criar metas para a exportação ao país asiático.

Ela também pediu que o compromisso em reduzir 43% das emissões de gases de efeito estufa seja adiantado para 2025 em vez de 2030.

Vale frisar, contudo, que a China é um dos países que mais emite poluentes do mundo. O país asiático já registrou níveis 45 vezes maiores do que o limite diário de poluentes considerado aceitável pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um recente estudo de 2019, publicado na revista Nature Energy, aponta que o ar poluído no país é tão prejudicial ao ponto de afetar a captação de energia por painéis solares.

Ainda sobre o encontro de Abreu e Mourão, foi debatido sobre a atuação do governo brasileiro na próxima edição da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (Cosban), que será realizada no 2º semestre.

“Temos a oportunidade de usar a Cosban para ampliar esses percentuais, porque a China pretende, nos próximos dez anos, ter um crescimento de 25 trilhões de dólares em suas importações”, disse Kátia Abreu.

Com informações, Agência Senado.

FALE COMIGO: [email protected] — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).