Redes Sociais

Política

Gilmar Mendes rebate declaração de Ernesto Araújo sobre pandemia: “fake news”

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Marcelo Camargo | Agência Brasil

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF) rebateu nesta última quarta-feira (10) publicações feitas pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, no Twitter.

Os posts do chanceler afirmavam que a Suprema Corte tirou a autoridade do governo federal para determinar medidas de combate à covid-19.

Araújo mencionou uma matéria da CNN norte-americana sobre a situação da pandemia da covid-19 no Brasil.

Escrevendo em inglês, o chanceler registrou: “A CNN entende tudo errado sobre o Brasil e a covid. Aqui estão os fatos: Após uma decisão do Supremo Tribunal de abril de 2020, os governadores dos Estados – não o presidente – têm, na prática, toda a autoridade para estabelecer/gerir todas as medidas de distanciamento social”.

Gilmar, por sua vez, negou o que tinha sido dito anteriormente por Ernesto e disse que a declaração é “fake news”.

Ele também respondeu em inglês, rebatendo da seguinte forma:

“A verdade é que o Supremo Tribunal Federal decidiu que as administrações federal, estadual e municipal têm competência para adotar medidas de distanciamento social. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo desastre que enfrentamos”, afirmou o ministro.

Vale frisar que o presidente Jair Bolsonaro já chegou a dizer que a Corte limitou a competência do governo federal no enfrentamento da pandemia.

Em janeiro, durante uma participação no programa Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, o chefe do Executivo assegurou que “poderia estar participando mais ativamente” no enfrentamento da pandemia no país, mas que foi “proibido pelo Supremo Tribunal Federal” e “que o STF fez um equívoco ao tirar a responsabilidade do governo federal”.

Jornalista, professor e comentarista político. Cobre os bastidores de Brasília no Conexão Política.