Redes Sociais

Política

Davi Alcolumbre pede desculpas a ministro da Educação

Marcos Rocha

Publicado

em

Cristiano Mariz

O Congresso Nacional promulgou, nesta última quarta-feira (26), a emenda constitucional (EC 108) que torna permanente o Fundeb e aumenta o repasse do governo federal para o fundo.

Após a cerimônia, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, foi alvo de fortes críticas por não ter comparecido na sessão que falava sobre o tema que tem tudo a ver com a sua pasta.

Em declaração à CNN Brasil, o ministro disse que sequer foi convidado pelo Senado Federal. Ele ressalta, contudo, que recebeu desculpas de Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Nesta quinta-feira (27), os dois estiveram juntos na residência oficial de Alcolumbre e conversaram durante 1 hora.

“Foi uma visita de cortesia apenas. Ele se desculpou de não ter me convidado para a promulgação do Fundeb”, disse o ministro. “Está tudo certo”, amenizou.

Como justificativa, Alcolumbre explicou que o Senado deixou de disparar convites em larga escala após a pandemia do novo coronavírus, o que teria limitado as chances do ministro ser chamado.

“Ele pediu ao seu pessoal (que o convite fosse enviado). Explicaram que por conta da Covid-19 uma regra geral era não convidar ninguém. Ele foi muito hospitaleiro e me pediu desculpas de maneira muito generosa. Eu falei que não era o caso. E tudo está muito bem”, assegurou.

Em nota, a assessoria de Alcolumbre confirmou o pedido de desculpas e informou que a Casa adotará outro protocolo no envio de convites.

Essa foi a primeira conversa entre Alcolumbre e o ministro da Educação. O senador tenta aproximação com a base do governo, já que deseja concorrer à reeleição do comando do Senado.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites