Redes Sociais

Política

Cláudio Castro toma posse como governador efetivo do Rio de Janeiro

Marcos Rocha

Publicado

em

Tomaz Silva | Agência Brasil

Um dia após a aprovação do afastamento definitivo de Wilson Witzel (PSC), o vice na chapa eleita, Cláudio Castro (PSC), tomou posse neste sábado (1º) como governador efetivo do Rio de Janeiro. A cerimônia ocorreu na Assembleia Legislativa (Alerj).

Castro tornou-se governador em exercício em 28 de agosto do ano passado, depois que Witzel foi afastado temporariamente pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), após investigações sobre corrupção na saúde do Rio de Janeiro durante a pandemia da Covid-19.

Em seu discurso de posse, ele defendeu o diálogo com os outros Poderes e destacou que é necessário reconstruir o estado com austeridade nas contas públicas, recuperar a confiança dos investidores, gerar empregos, lutar contra a fome e a covid-19 e reduzir índices de violência.

“Iniciamos um novo tempo na história do Rio de Janeiro, um tempo de reconstrução. Foram mais de 43 mil vidas perdidas para a covid-19, uma dor que nos consome. Acredito na vacina para vencermos essa pandemia. O desafio não é fácil, há ainda um longo caminho a ser trilhado. Nosso compromisso é com a defesa da vida. O momento é realmente de reconstrução, de firmarmos um pacto pela retomada dos empregos, de enfrentarmos a pobreza e a fome, pela vida da população do estado do Rio de Janeiro”, declarou.

Cláudio Bomfim de Castro e Silva nasceu em Santos (SP). Formado em Direito, é advogado, músico e compositor. Foi chefe de gabinete da Alerj por 12 anos e, em 2016, foi eleito vereador da capital fluminense.

FALE COMIGO: [email protected] — editor-chefe do Conexão Política e natural de Campo Grande (MS).