Redes Sociais

Brasil

Policial que atirou para salvar torcedores no Ceará é homenageada

Danielly Jesus

Publicado

em

Policial que atirou para salvar torcedores no Ceará é homenageada 20
Divulgação | Polícia Civil

A escrivã de polícia Tárgilla Brito, de 25 anos, foi homenagiada pelo delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Marcus Rattacaso.

Eu te chamei aqui para agradecer pelo seu ato de bravura, porque apesar de estar de folga, sozinha e principalmente por estar gestante, você fez exatamente o que jurou fazer, defender a sociedade acima de tudo”, disse o delegado.

Tárgilla, que está grávida, salvou torcedores de um linchamento no entorno da Arena Castelão no último sábado (3), pouco antes do jogo entre Ceará x Fortaleza pelo Campeonato Brasileiro.

Ela deu tiros para o alto quando dois torcedores (um homem que vestia a camisa do Ceará e do filho dele, um
adolescente) começavam a ser linchados. Eles foram derrubados de uma moto e outros torcedores que passavam pelo local correram para espancá-los.

Tárgilla conta que fez três disparos.

Dei o primeiro disparo para cima, de advertência. Alguns se dispersaram, mas outros continuaram com as agressões. Então tive o ímpeto de correr e falei para parar. Foi quando dei o segundo disparo, mesmo assim, continuaram agredindo. Quando virei e atirei a terceira vez, um dos agressores chegou a reclamar que eu não poderia atirar nele e fez a menção de voltar. Nessa hora eu aponto a arma e grito que sou ‘polícia’, foi quando todos fugiram”, relatou.

Tárgilla Brito é escrivã de Polícia Civil há pouco mais de um ano e já foi guarda municipal de Fortaleza durante três anos.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites