Redes Sociais

Brasil

O boicote contra Marcio Garcia não deu certo

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reprodução

Na última semana, por meio das redes sociais, ativistas de esquerda usaram o Twitter para boicotar o apresentador Marcio Garcia.

O motivo do boicote é um antigo vídeo do jornalista, que em 2017 fez um registro beijando Jair Bolsonaro no rosto.

O encontro aconteceu no 29º Super Rio Expofood, no Rio de Janeiro, e o beijo foi em clima de descontração, com Garcia demonstrando apoio ao político.

Por causa disso, ativistas de esquerda ‘ressuscitaram’ o conteúdo, dando a entender que o video era atual.

No Twitter, até hashtags foram levantadas contra o apresentador.

Além de ser conhecido pelos trabalhos na televisão, Garcia também é destaque por seus posicionamentos políticos na internet.

Ele, inclusive, já saiu as ruas de verde e amarelo para apoiar o impeachment de Dilma Rousseff (PT).

O ator também já participou de atos com pautas anticorrupção. 

Sem sucesso

Apesar das investidas contra Marcio Garcia, a ala esquerdista sofreu mais uma derrota.

O apresentador renovou o seu contrato com a TV Globo.

Com a renovação, Garcia ficará na emissora até 2025.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites