Redes Sociais

Brasil

Nas redes sociais, contrários a Bolsonaro torcem pela morte dele

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Marcos Corrêa | PR

Desde o início da noite de ontem, segunda-feira (6), quando veio a público a informação de que o presidente Jair Bolsonaro poderia ter testado positivo para a Covid-19, internautas contrários ao presidente passaram a comemorar essa possibilidade.

Com a informação confirmada na tarde de hoje, 7 de julho, diversos perfis contrários a Bolsonaro passaram a torcer pela morte dele.

Muitos desses perfis defendem pautas ‘humanistas’ e pregam discursos de empatia na Internet.

As redes sociais, em específico o Twitter, mencionado com posts nesta matéria, não estão adotando nenhuma política contra esses discursos extremistas, que vão desde incitação a agressão contra opositores até pedir a morte do presidente da República. Porém, sob o pretexto de ‘discurso de ódio’, essas mesmas plataformas digitais estão censurando abertamente conteúdos de usuários conservadores. O silenciamento é tão grave, que até mesmo publicações de caráter pró-vida e religioso estão sendo derrubadas.

Confira alguns tweets selecionados abaixo:

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites