Redes Sociais

Judiciário

Fux exonera secretário que pediu para a Fiocruz reservar vacinas para o STF, diz jornal

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Marcelo Camargo | Agência Brasil

Segundo Ancelmo Gois, do O Globo, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, exonerou o médico Marco Polo Dias Freitas, secretário de serviços integrados de saúde da Corte, após uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Segundo o Estadão, o STF pediu, em ofício enviado à Fundação Oswaldo Cruz, que 7 mil doses de vacinas contra a Covid-19 fossem reservadas para ministros e servidores do Supremo.

O pedido foi negado, conforme noticiou o Conexão Política. A Fiocruz alegou que não possui autonomia “nem para dedicar parte da produção” para a imunização de seus próprios servidores.

Além disso, a Fiocruz informou que a produção de vacinas será integralmente destinada ao Ministério da Saúde.

Ao ser questionado sobre o fato de ter defendido o pedido de reserva das vacinas, Fux disse à CNN que não sabia do ofício e que não queria prioridade.

O documento, segundo ele, foi enviado sem o seu conhecimento e que Freitas telefonou para a Fiocruz em nome do STF.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites