Redes Sociais

Judiciário

Em discurso de posse, novo presidente do TJMS defende volta ao trabalho e critica ‘palhaçada midiática fúnebre’

Marcos Rocha

Publicado

em

© Gerson Oliveira

O novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS), desembargador Carlos Eduardo Contar, defendeu o retorno ao trabalho para encerrar o que ele classificou como “palhaçada midiática fúnebre”.

Contar disse que são “picaretas” os que defendem a campanha ‘Fique em Casa’.

Em seu discurso, durante a cerimônia de posse, ele afirmou:

“Voltemos nossas forças ao retorno ao trabalho, deixemos de viver conduzidos como rebanho para o matadouro daqueles que veneram a morte, que propagandeiam o quanto pior, melhor”.

O magistrado acrescentou:

“Desprezemos pois o irresponsável, o covarde e picareta da ocasião que afirma: ‘fiquem em casa’, ‘não procurem socorro médico com sintomas leves’, ‘não sobrecarreguem o sistema de saúde’. Retornemos com segurança pondo fim à esquizofrenia e à palhaçada midiática fúnebre, honrando nosso salário e nossas obrigações, assim como fazem os trabalhadores da iniciativa privada”.

A fala do desembargador causou revolta entre os isolacionistas. Ao noticiar a declaração do juiz de segundo grau, a Folha de S. Paulo utilizou a seguinte manchete: “Novo presidente faz discurso negacionista e contra imprensa em evento de posse do TJ de Mato Grosso do Sul”.

Tenha acesso à íntegra do discurso de posse de Carlos Eduardo Contar no TJMS. Clique AQUI.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites