Redes Sociais

Brasil

Exército destituiu general Mourão após criticar Temer e elogiar Bolsonaro

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Imagem: Folha de São Paulo

Neste sábado (09/12), o Exército comunicou ao ministro da Defesa, Raul Jungmann, a destituição do General Mourão do cargo de secretário da Economia e Finanças do comando do Exército após ter criticado o presidente Michel Temer.

Ao ser convidado para palestrar no clube do Exército, em Brasília, Mourão elogiou o pré-candidato Jair Bolsonaro e defendeu novamente uma intervenção no país para conter a crise política.

“O deputado Bolsonaro já é um homem testado, é um político com 30 anos de estrada, conhece a política. E é um homem que não tem telhado de vidro, não esteve metido aí nessas falcatruas e confusões. Agora, é uma realidade, já conversamos a esse respeito, ele tem uma posição muito boa nessas primeiras pesquisas que estão sendo feitas, ele terá que se cercar de uma equipe competente, ele terá que atacar esses problemas todos, não pode fazer as coisas de orelhada, e obviamente, nós seus companheiros dentro das Forças olharmos com muito bons olhos a candidatura. Não há dúvida que atualmente nós estamos vivendo a famosa Sarneyzação (em referência ao ex-presidente José Sarney). O nosso atual presidente vai aos trancos e barrancos buscando se equilibrar e mediante o balcão de negócios chegar ao final de seu mandato”, disse o general.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites