Redes Sociais

Brasil

Estudante brasileira de engenharia cria impressora capaz de reproduzir textos e vozes em braille

Thaís Garcia

Publicado

em

Estudante brasileira de engenharia cria impressora capaz de reproduzir textos e vozes em braille 19
Imagem: Bruna da Silva Cruz

Uma impressora capaz de reproduzir textos e vozes em braille é a inovadora criação da estudante brasileira de engenharia Bruna da Silva Cruz. Com apenas 19 anos, Bruna desenvolveu a máquina Fast Braille, que solicita ao usuário que digite e envie um texto pelo computador ou pelo celular, ou até dite as palavras, para que o conteúdo seja impresso automaticamente em papel com relevo.

“Ao teclar ‘enter’, os dados são enviados à máquina, que por sua vez o conteúdo é compilado, transformado em braille e por fim impresso”, explica Bruna. No caso do celular, o princípio é semelhante: “Por meio de um aplicativo, o usuário seleciona o arquivo que ele quer imprimir e clica em enviar. Para reconhecimento de voz, a pessoa precisa pressionar um botão e ditar o comando, que por sua vez e’ transcrito e enviado para a impressora.”

Prêmio Jovem Cientista 2019
A invenção rendeu à Bruna de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, o segundo lugar no Prêmio Jovem Cientista 2019, que reconhece as pesquisas científicas desenvolvidas por alunos de escolas de ensino médio e da educação profissional de nível técnico do estado gaúcho.

Bruna explica que também inscreveu seu projeto em outras iniciativas de incentivo dentro e fora do país, e almeja torná-lo realidade. A empresa em que a jovem trabalha já mostrou interesse pela ideia.

Custo
O protótipo desenvolvido pela vice-campeã do Prêmio Jovem Cientista deve custar um terço dos produtos atuais no mercado. Ele foi desenvolvido levando em conta o baixo custo, para ser acessível ao máximo possível de pessoas.

O custo de produção do Fast Braille chegou a R$ 1 mil. Mas um produto, quando é produzido em larga escala, tem o preço reduzido. Mesmo assim, segundo Bruna, o valor final deve ficar em torno de R$ 3 mil.

A impressora criada pela jovem também promete ser mais leve que as atuais, com apenas 3kg.

Deficientes visuais
Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil há mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual; 582 mil são completamente cegas.

Com informações, Olhar Digital e Engenharia é.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Correspondente Internacional na Europa. Cristã, casada, mãe e bacharel em Relações Internacionais.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites