Redes Sociais

Brasil

Comissão do Senado quer ouvir Ernesto Araújo sobre voto do Brasil a favor de Israel

Por se tratar de convite, o chanceler brasileiro não possui obrigação de comparecer à sessão da comissão

Marcos Rocha

Publicado

em

Divulgação | MRE

Um requerimento foi aprovado nesta última quinta-feira (28) na Comissão de Relações Exteriores do Senado Federal.

De acordo com o documento, o ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo terá de explicar a “mudança de posicionamento do Brasil no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas acerca de denúncias feitas contra o Estado de Israel”.

Trata-se de convite, não de convocação. Portanto, o chanceler brasileiro não possui obrigação de comparecer à sessão da comissão.

No dia da votação na ONU, o ministro Ernesto Araújo, via Twitter, declarou:

Apoiar o tratamento discriminatório contra Israel na ONU era uma tradição da política externa brasileira dos últimos tempos. Estamos rompendo com essa tradição espúria e injusta, assim como estamos rompendo com a tradição do antiamericanismo, do terceiromundismo e tantas outras“, disse Araújo na ocasião.

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites