Redes Sociais

Brasil

Assalto de grandes proporções aterroriza Criciúma nesta madrugada; moradores são feitos reféns e polícias de outras cidades são acionadas

Marcos Rocha

Publicado

em

Reprodução

A população de Criciúma, no sul de Santa Catarina, passou por momentos de terror na madrugada desta terça-feira (1º).

Imagens que circulam nas redes sociais registraram intenso tiroteio na cidade. A Polícia Militar informou que trata-se de assalto de grandes proporções.

Ao menos um PM ficou ferido durante o confronto. Vídeos publicados na internet mostram pessoas feitas reféns e abordadas nas ruas pelos bandidos, fortemente armados com fuzis de grosso calibre, detonadores e bazucas. Os primeiros relatos foram feitos por volta da meia-noite.

Informações preliminares repassadas pela PM apontam que o grupo incendiou o túnel na cidade de Tubarão, que dá acesso a Criciúma. O objetivo é tentar impedir que reforços cheguem até o município.

A corporação informou que busca apoio de outras cidades para combater o grupo. Segundo o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, do 9ª Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), policiais de Araranguá, Tubarão e Içara estão em direção a Criciúma.

“Uma quadrilha do crime organizado, que é especializada em assalto a banco. A gente chama de modalidade novo cangaço. Eles fazem assalto simultâneo, atacam quarteis, como atacaram no batalhão também”, afirmou o tenente.

O governo de Santa Catarina também acionou o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o Choque da PM de Florianópolis.

“Informações é que têm vários masculinos com fuzil, armas longas. A gente pede para que os moradores, cidadãos, fiquem em casa abrigados”, pediu Andrade.

CIDADE SITIADA

O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) disse nas redes sociais que está em contato com as demais autoridades e forças de segurança. De acordo com ele, as informações ainda estão desencontradas, por isso os moradores foram orientados a permanecer dentro de casa.

“A cidade neste momento tá sitiada. São criminosos aí muito bem preparados. Certamente vieram de outros estados da federação. Recomenda-se que você fique em casa”, declarou.

 

Moradores foram feitos reféns — Imagem: Redes sociais/Reprodução

Editor-chefe do Conexão Política; residente e natural de Campo Grande/MS | FALE COMIGO: [email protected]

alan correa criação de sites