Redes Sociais

Brasil

Após pressão popular, governo de SP deve suspender endurecimento da quarentena

Miguel Gomes

Publicado

em

© Rovena Rosa/Agência Brasil

Na última quarta-feira (27), empresários e comerciantes protestaram contra o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), após a administração estadual editar decreto que coloca todo o estado em fase vermelha, restringindo diversas atividades econômicas.

Com faixas, panelas e muito barulho, os manifestantes questionaram o tucano: “Quem vai pagar a conta? […] Bares e restaurantes pedem socorro“.

O grupo se reuniu na Praça dos Ciclistas, na Consolação, e caminhou até o Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista.

Durante uma coletiva de imprensa, posteriormente, João Doria anunciou mudanças nas medidas restritivas.

Na próxima quarta-feira (3), vamos anunciar medidas de suspensão das restrições impostas pelo Plano São Paulo relativas aos horários de funcionamento do comércio, shoppings, restaurantes, bares, inclusive aos finais de semana“, declarou o governador.

Antes, estava previsto que as restrições fossem mantidas pelo menos até 7 de fevereiro.