Redes Sociais

Brasil

Após manifestantes tomarem as ruas de Manaus, governador reabre comércio

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Reprodução | G1

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), autorizou a reabertura do comércio.

A decisão foi tomada rapidamente após manifestantes tomarem as ruas de Manaus em protesto contra as medidas restritivas no sábado (26).

O decreto estadual proibia a abertura do comércio considerado não essencial por 15 dias.

Empresários e comerciantes criticaram o governo estadual pelas aplicações consideradas autoritárias.

Segundo o governador do Amazonas, a aplicação fazia parte de um conjunto de ações para conter a pandemia de Covid-19. Mas, a partir de agora, todo o comércio passa a reabrir a partir de segunda-feira (28).

Com isso, shoppings, bares, restaurantes e lojas de conveniência poderão voltar a funcionar durante período reduzido. A realização de festas e eventos permanece proibida.

A gravidade do problema

Conforme vem registrando o Conexão Política, medidas semelhantes a essas, tomadas por Wilson Lima, podem quebrar a economia do país.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também tem partilhado de pensamentos convergentes.

Um novo decreto  estabeleceu que SP retorne à fase vermelha durante as festas de final de ano, inclusive nos primeiros dias de 2021. A medida entrou passou a vigorar no dia 25 de dezembro.

Há também um outro fator preocupante: a fome.

O avanço da pandemia está causando uma situação de calamidade não apenas na saúde/economia, mas também na área alimentar de populações mundo afora.

De acordo com o Programa Mundial de Alimentos (PMA), estima-se que o número de pessoas em situação de crise de fome subirá para 270 milhões antes do final de 2020.

O número é bastante elevado, sendo 82% acima do número registrado em 2019.

Ou seja, até o fim deste ano, de 6.100 a 12.200 pessoas poderão morrer de fome a cada dia em decorrência dos impactos sociais e econômicos do vírus chinês.

O alerta foi feito pela Oxfam Brasil no relatório ‘Vírus da Fome’.

O Brasil aparece entre os prováveis epicentros no mundo, juntamente com Índia e África do Sul.

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

alan correa criação de sites