Redes Sociais

Brasil

Anitta foge do politicamente correto, fala sobre Marielle e irrita militância esquerdista

Raul Holderf Nascimento

Publicado

em

Anitta foge do politicamente correto, fala sobre Marielle e irrita militância esquerdista 21
Imagem: Reprodução/Ilustrativa

Muitos artistas comentaram a morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), assassinada a tiros na última quarta-feira, 14, mas os fãs esperavam pelo posicionamento de Anitta.

A cantora se manifestou sobre o caso nesta segunda-feira, 19, com um tom forte e realista direcionado àqueles que a cobravam por uma opinião.

Nesta segunda-feira (19), a cantora escreveu um texto em seu Instagram falando sobre o caso. De início, a cantora começa dizendo que iria se manifestar apenas daqui a alguns meses, mas resolveu antecipar sua mensagem por conta do ”ódio gratuito dos internautas”.

”Então, se alguém estiver interessado em saber minha opinião sobre o caso Marielle, leia esse texto imaginando que o escrevi daqui 3 meses”, explicou.

”Marielle ainda está presente? Espero que sim, espero que pra sempre. Essa seria a melhor demonstração da frase ‘o feitiço virou contra o feiticeiro’ que já presenciei”, escreveu.

”Quem achou que calaria uma voz tão alta com um tiro se enganou. Milhões de brasileiros fizeram com que essa morte não fosse em vão e essa voz não se calasse”, comentou. 

”Eles pensam ‘daqui um mês o povo esquece’. Não se esqueçam, povo, por favor.

Ainda lembramos da juíza Patricia Acioli (morta nas mesmas circunstâncias)?, ainda lembramos do menino João Hélio? Sentimos a dor da perda de cada policial que morre em serviço? Espero que sim”, lamentou a cantora.

”Não me importa se Marielle era de direita, de esquerda, de frente, de costas , lésbica, ou mãe precoce ou sabe lá mais o quê. Ninguém merece morrer. Nada justifica que se tire a vida de qualquer pessoa. Acredito que a própria não pediria a morte dos corruptos que denunciava”.

Anitta finaliza a mensagem dizendo: “para mim, Anderson, seu motorista, era tão importante quanto ela, pois são todos seres humanos. Se ela não fosse feminista como eu, também teria meus sentimentos, se não fosse favelada como eu, também teria meus sentimentos. De esquerda, direita, hétero, gay, pecador, religioso, o que for… Ninguém merece morrer.”

Após a publicação, Anitta foi duramente criticada por militantes da esquerda, que se diziam incomodados pela cantora ter tratado o caso como seletividade social. Por fim, a artista decidiu excluir a publicação de seu Instagram.

 

Anitta foge do politicamente correto, fala sobre Marielle e irrita militância esquerdista 22

Reprodução/Instagram

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

Professor, cristão, colunista, e redator. Amo ciências políticas, sou conservador e nordestino com orgulho.

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites