Redes Sociais

Artigo

Por que eu saí do PSOL?

Redação

Publicado

em

Por que eu saí do PSOL? 21
Imagem: Divulgação/Conexão Política

Como forma introdutória à minha coluna decidi contar um pouco sobre minha história na política, e aproveitar para discorrer um pouco sobre o porquê a esquerda é errônea e não funciona.

Na área do jornalismo há no mínimo 10 anos – desde pequena trabalhando com meu pai, também jornalista – Aos 16 anos me filiei ao PSOL, também graças ao meu pai, que sempre foi envolvido em política, tendo na época obtido o cargo de tesoureira da comissão provisória do partido da minha cidade.

Como todo jovem sonhador, eu acreditava que o socialismo era a solução ideal ao mundo, um regime de flores e igualdade, no qual eu deveria me espelhar e buscar.

Nunca militei, mas acreditava na causa.

De fato, a esquerda nada mais é que um engodo em que captura inocentes, de coração ou intelecto, e os usa como massa de manobra a fim de obter seus próprios interesses.

Usa de minorias e suas fraquezas para assim manipulá-las, os tornando assim perfeitos fantoches de militância. Vendem mártires, leia-se assassinos, como heróis – graças a uma engenharia social enraizada à anos na sociedade, que muitos nem percebem ou veem como teoria da conspiração.

Além disso, a ideologia nada mais é que algo teórico que não funciona na prática – não sem vítimas, destruição e caos.

Sobre o partido em si, sempre nos foi vendido uma imagem de igualdade, muito atraente aliás às pessoas de bom coração, história essa que já cai por terra em uma simples análise de hipocrisia da história do partido, seus dirigentes e demais envolvidos.

Permaneci oficialmente no partido até 2013.

No começo de 2014, com todo o escancaramento de fatos que nos foi dado sobre escândalos envolvendo PT e seus aliados, tudo mudou de forma concreta.

Pude me encontrar no espectro político, me interessar cada vez mais sobre o tema, e assim sair de vez da bolha ideológica. Coisa que já vinha acontecendo desde meados de 2013.

Você já deve ter ouvido a frase “eu era de direita e não sabia” – Pois é, isso ocorre mais do que podemos imaginar.

Hoje em dia, com todo o acesso à informação, não é difícil descobrir o quão trágico pode ser um regime esquerdista. – E aí entra a velha retórica, há apenas dois motivos para uma pessoa estar ou permanecer na esquerda – Ignorância ou mau caratismo.

O que quero mostrar com isso tudo é, como a noção de realidade pode fazer toda a diferença.

Não existe meia verdade, existe o que querem que você acredite ou não. E justamente por isso, a busca da verdade é sempre essencial.

Ajude-nos a mantermos um jornalismo LIVRE, sem amarras e sem dinheiro público. APOIAR »

O Conexão Política é um portal de notícias independente — compromissado em transmitir os fatos. Analisamos e cobrimos os principais assuntos da política. Contribua: apoia.se/conexaopolitica

Parceiros

Publicidade

alan correa criação de sites